quarta-feira, 12 de maio de 2010


seu caminho vem por dentro desse sono
de terra e tempos feito a carne do passado
vem de encontro ao que não-novo vai crescer
e perdurar num monumento em homenagem ao eterno
vem sereno e corajoso num balanço d'além sonhos
naufragado dos devires e das águas do mistério
faz-se a própria calma e desapego
nu, sozinho e viajante por vontade
vem gigante de seu novo coração
cativo da lembrança de outras vindas
vem sem medo da viagem
vem sem peso de bagagem
vem, ele agora vem para ficar

Um comentário:

Gislaine disse...

Papai, vou sim chegar pra ficar, e mudar sua vida, mudar pra melhor e te fazer o pai mais feliz do mundo!
Eu já te amo muito! Há e a mamãe também! rss
Estou quase..... bjs