quarta-feira, 6 de maio de 2009

poema ao som de pink moon





tem um nick drake tocando em mim constantemente
tem muito outono no meu quarto ao fim da tarde
tem luzes na cidade que eu queria apagar
tem calçadas encharcadas que são poemas prontos
tem pessoas que eu queria conhecer um dia
tem um gosto de passado o meu olhar
tem noites em que cismo de de ter asas
tem em mim uns choros mal guardados
tem segredos que não vejo a hora de contar
tem estradas que me deixam sem palavras
tem atalhos onde espero de voltar
tem momentos que me deixam muito triste
tem olhares que fiz questão de me lembrar
tem silêncios que eu sei bem o que me dizem
tem amigos que preciso procurar
tem saudades que nem gosto de dizer
tem dizeres que eu preciso retirar
tem gestos que sabem me despir
tem sorrisos que me fazem flutuar
tem muitos eus que eu mesmo não conheço
e outros que já sei onde encontrar

tinha um poema que ia escrever
mas resolvi fumar e me calar

4 comentários:

mary disse...

lindíssimo!

Cαmilα ♥ disse...

Já te falei para largar esse cigarro, né?!

Brincadeira... {nem tão brincadeira assim}.

Mas que belo poemo... tantos 'tem' que há de se guardar por ser especial.

Cada um dos que vc citou, eu guardo de muito. Ainda mais estradas. Noites. Outonos. Choros.
Momentos. Sorrisos. Outros.
Tem poeta que sabe ter.

;* Me encantou, Marden.

Lucas Palhares disse...

fodasso

Michelle disse...

Tem momentos que é impossivel de não guardar